Follow by Email

sábado, 4 de fevereiro de 2017

Omar

Omar veio correndo com todas as saudades dentro do peito. Veio correndo sentindo os pés pequenos deslizando na areia quente ,a pressa era tanta que Omar nem sentia os beliscões que as conchinhas provocavam na sola do pé, aquilo eram cócegas que ele adorava. Abriu os braços para receber o vento que entrava por baixo da roupa e bagunçava  seus cabelos. Que delícia!  Um dia o pai disse que o nome dessa sensação gostosa é liberdade. Ele achou o nome lindo, então quer dizer que a liberdade mora na praia pai? é Omar, a liberdade mora na praia, o pai respondeu rindo.
Omar ficou apenas cinco dias longe do amigo, dias contados um por um. Não gostou de ir no tal shopping, não gostou das ruas cheias de carros barulhentos, mas adorou a escada rolante! Aquilo era muito divertido! Mas nada comparado ás brincadeiras com o amigo.
Omar parou diante do amigo e respirou fundo, ele era tão lindo: o mar...Entrou pelado na água, porque peixe não usa roupa, né pai?


Um comentário: